Biografia

Trombonista, compositor e arranjador, é filho do maestro Vanderlei Rocha e o interesse pela música começa ainda na infância.

Formou Bacharel  em  trombone pela FAMES (Faculdade de Música do Espírito Santo).

Atualmente é integrante-compositor-arranjador do GRUPO BRASILIDADE, que se destaca por ter uma formação peculiar onde os sopros tocam  somente com Baixo e Bateria. Com esse grupo tem alguns trabalhos registrados: CD 'Meu País' Ivan Lins & Brasilidade Geral, DVD 'Brasilidade Geral & Bob Mintzer' (Ao Vivo ), CD 'Destino Rosa dos Ventos', CD 'Brasilidade Geral' o Songbook Brasilidade Geral.

Também é integrante-compositor-arranjador do grupo R3, liderando juntamente com seus irmãos: Roger Rocha e Renato Rocha. Esse projeto tem um CD lançado pela Summit Records intitulado R3 Special Big Band (2011). 

Ao lado do compositor-violonista Giovani Malini forma o DUOLEIRO, que já gravou dois CDs, DUOLEIRO (2014) e DUOLEIRO & COJE (2015)  gravado ao vivo em Portugal.

Desde que mudou para o Rio de Janeiro, em 2017, integra o grupo BASE & BRASS, que é liderado pelo saxofonista Idriss Boudrioua e também conta com outros grandes nomes da música instrumental brasileira, como: Marcelo Martins, Henrique Band, Aquiles Moraes, Bernardo Ramos, Eduardo Farias, Jefferson Lescowich e Emile Saubole. Essa formação gravou o álbum BASE & BRASS III (2017) e conta com a participação do saxonista Baptiste Herbin e a cantora Beth Dau.

É integrante também do quinteto do guitarrista e compositor Bernardo Ramos, juntamante com Bruno Aguilar, Beth Dau e Felipe Continentino.

Além desses grupos integra o ORIZZONTI SEXTETO e o T-BONES BRASIL ENSEMBLE.

Como Trombonista ou Arranjador, participou de gravações e concertos com grandes artistas, como:
Ivan Lins, Bob Mintzer, João Bosco, Chico Buarque, Rosa Passos, Roberto Menescal, Leila Pinheiro, Raul de Souza, Joyce Moreno, Jane Duboc, Paulinho Moska, Luciana Alves, Hamilton de Holanda, Carlos Lyra, Dori Caymmi, Daniel Bouaventura, Daniel Jobim, Elba Ramalho, Silva, Bibi Ferreira, Arthur Maia, Celso Fonseca, Chico Pinheiro, Diogo Nogueira, Antônio Adolfo, Baptiste Herbin, Michael Davis, Torcuato Mariano, Lula Galvão, Edu Ribeiro,  Jessé Sadok, Gabriel Grossi, Rafael Barata, André Vasconcellos, Daniel D’Alcantara, Ademir Jr, Moisés Alves, entre outros.

Vale destacar que o álbum “O tempo e a musica” do contrabaixista Arthur Maia, onde participa como trombonista, foi indicado Grammy como álbum instrumental no ano de 2010.

Em 2018 participou da Big Band ‘Egberto 70’, dirigida pela arranjadora e compositora Gaia Wilmer em homenagem aos 70 anos do compositor Egberto Gismont, que tinha participação do próprio Egberto, Jaques Morelenbaum, Mauro Senise, Yamandú Costa, Ricardo Herz e André Mehmari.

No ambiente orquestral participou diversas vezes como trombonista ou compositor/arranjador com a Orquestra Filarmônica do ES, Coral de Trombones da UFMG, Banda Sinfônica da FAMES, Big Band do Conservatório de Tatui (SP), Coimbra Jazz Ensemble (Portugal), Hamilton de Holanda & Baile do Almeidinha Big Band (RJ), Speankin' Jazz Big Band (SP), 190 Big Band (RJ), Camerata SESI, entre outros grupos.

Já lecionou em vários festivais do Brasil e também do exterior, entre eles, destacam-se:

ABT (Associação Brasileira de Trombones), Semana Aberta do Jazz - Conservatório de Coimbra (Portugal), CIVEBRA (Curso Internacional de Verão de Brasília), III Encontro Internacional de Metais do Conservatório de Tatui (SP), II e III Edição do Festival Internacional Projeto Bone Brasil e Festival de Metais da UNIRIO.